20 anos de "A Ilha da Garganta Cortada" (E alguém liga?!)

Por pouco a adaptação do parque temático de piratas da Disney não saia do papel, pois, assim como por exemplo, filmes ambientados em Marte, existia um certo receio com esse tipo de filme que nunca tinham um bom retorno financeiro. A confiança na imagem dos piratas no cinema só piorou quando um certo filme foi lançado, e acabou sendo a, de acordo com o Guinness Book, maior perda financeira, a maior bomba das bilheteria: Cutthroat Island...

Lançado em 1995, o filme é sobre o mapa de um fabuloso tesouro pirata foi cortado em três partes por um velho bucaneiro e dividido entre seus três filhos. Vários anos depois, na segunda metade do século XVII, um deste filhos, passa a sua parte no mapa (que estava desenhada no seu couro cabeludo) para a sua filha, Morgan Adams (Geena Davis), uma aventureira que lutava tão bem
quanto qualquer homem e tinha sua cabeça posta a prêmio.

Auxiliada por sua tripulação, ela decide então encontrar o tesouro e o navio do seu pai, que agora são dela. Porém, sua parte no mapa está em latim, assim ela decide comprar um prisioneiro: William Shaw (Matthew Modine) que será vendido como escravo, para ajudá-la na tradução. Mas se ela ambiciona conseguir o tesouro, outros também têm a mesma idéia. e ela passa a se defrontar com diversos inimigos (inclusive o governador), e só pode ter como aliados alguns membros da tripulação e seu William.

- Lembram, ou conhece a Carolco Pictures? Foi a produtora de O Exterminador do Futuro 2trilogia RamboInstinto SelvagemO Vingador do FuturoStargateSoldado UniversalRisco TotalRei de Nova YorkShowgirls... E entre outros filmes, mas foi no fatídico ano de 1995 que ela acabou falindo, com 3 filmes lançados neste ano, sendo 2 fracassos de bilheteria: Showgirls A Ilha da Garganta Cortada;

Geena Davis (Thelma & LouiseOs Fantasmas Se Divertem), a protagonista do longa, era esposa de Renny Harlin (Do Fundo do MarDuro de Matar 2) na época, e foi ele que convenceu o produtor Mario Kassar (o fundador da Carolco) de lançar sua esposa como uma atriz de filmes de aventura e ação (em '96 eles estavam no thriller de ação O Despertar de um Pesadelo);

- Originalmente, Michael Douglas iria ter o papel de William, mas sobre as condições das filmagens começarem imediatamente por causa de seu tempo limitado ali e de que seu personagem deveria ter o mesmo tempo de tela que o personagem de Davis. Acontece que Douglas saiu, e alegando justamente que o tempo de tela de Davis era maior;

- Tom Cruise, Keanu Reeves, Liam Neeson, Jeff Bridges, Ralph Fiennes, Charlie Sheen, Michael Keaton e Daniel Day-Lewis recusaram o papel de William, que acabou ficando com Matthew Modine (Nascido Para MatarCarga Explosiva 2);

- Oliver Reed (Gladiador, Tommy) foi originalmente escalado para Mordechai "Fingers" Adams, mas foi demitido após ter entrado em uma briga de bar e por exposição indecente com Geena Davis. O papel acabou ficando com George Murcell (A Queda do Império Romano, Supercar, série de Gerry Anderson, o criador dos Thunderbirds, Joe 90 e Captain Scarlet);

Mas que demora...
- As filmagens foram adiadas diversas vezes e Harlin rescreveu o roteiro várias vezes também, o que excedeu o orçamento do filme;

- Curiosamente, o filme foi filmado no Mediterranean Studios, em Malta, o mesmo estúdio onde foram filmados Orca - A Baleia Assassina (em 1977), O Resgate do Titanic, e Popeye (ambos em 1980), onde também fracassaram nas bilheterias;

- Antes deste filme entrar em produção, Geena Davis e Michelle Pfeiffer estavam em negociações para estrelar um filme de piratas chamada Mistress of the Seas. Paul Verhoeven (Robocop, O Vingador do Futuro, e o próprio Showgirls) estava em negociações para dirigir. Ironicamente, esse filme foi arquivado porque o estúdio não acreditava que um filme de ação com uma protagonista feminina poderia ser bem sucedido financeiramente;

- A partitura orquestral do filme foi feita John Debney (Homem de Ferro 2, O Todo-Poderoso, os 2 primeiros Pequenos EspiõesSin City). Apesar da recepção negativa que o filme recebeu dos críticos (como a dupla protagonista e o roteiro incoerente), a trilha sonora foi amplamente elogiada;

- A bandeira que aparece no navio de Morgan Adams é na verdade uma reprodução da bandeira do pirata Jack Rackham, um dos poucos que aceitavam a presença de mulheres a bordo de seu navio.

Arte por Drew Struzan
- Renny Harlin é conhecido por deixar os atores fazer suas próprias cenas de ação sempre que possível. Ao promover o filme, Geena Davis apareceu em talk shows com clipes dela fazendo acrobacias em suas cenas de ação (incluindo um take onde ela caiu para fora da janela, rolou a baixo do telhado e caiu em uma carruagem) e explicou as contusões e ferimentos durante as filmagens;

- No mesmo ano de lançamento, a Acclaim publicou a adaptação do filme para SNES e Mega Drive, que era do gênero plataforma, onde se podia escolher jogar ou com Adams ou com William. Na época do lançamento, foi feita uma promoção onde os jogadores que achavam arcas de tesouro no jogo, concorriam a prêmios reais;

- Por questões contratuais do estúdio, Davis e Harlin não puderam NÃO ir a estreia; ambos tendo em mente que o filme seria um desastre;

Se você for procurar listas de filmes que foram uma bomba nas bilheterias, a probabilidade de sempre achar Cutthroat Island é inevitável. O filme custou uns 98 milhões e faturou 10 milhões, e está no livro Guinness dos recordes como a maior perda financeira, embora nos últimos anos, filmes como Marte Precisa de Mães (2011) e 47 Ronins (2013) possa te-lo "desbancado" da posição;

- Assim como Batman & Robin "matou" o gênero "super-herói" em 1997, A Ilha da Garganta Cortado foi descrita como tendo matado o gênero "pirata". Até que em 2003, com, como eu disse anteriormente, certo receio na produção, foi lançado Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra, e o resto é história...


Direção: Renny Harlin 
Roteiro: Robert King, Marc Norman 
Produção: Renny Harlin, Laurence Mark, Joel B. Michaels, James Gorman
Ano: 1995, 22 de dezembro
Elenco: Geena Davis, Matthew Modine, Frank Langella, Maury Chaykin...
Duração: 124 min.

Acompanhe Nossas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Orkut (NOT), Filmow. Ah, e deixe seu comentário!

Alguém