CRÍTICA | Férias Frustradas (2015)



"As antigas férias foram memoráveis, mas as novas terão seu lugar". Essa frase dita por Rusty (Ed Helms) durante o novo Férias Frustadas  se encaixa muito bem para o filme.

O Novo Férias Frustadas terá uma crítica pequena, mas eficaz. Afinal, essa é a definição do filme. Superar o original era impossivel, então nada melhor do que ser divertido dentro de seus padrões. Uma comédia deve ser engraçada, e o filme tira boas risadas de quem o assiste. O tom das piadas pode não ser tão pesado quanto ao filme original (que tinham brilhantes com incesto), mas não fica atrás no quesito politicamente incorreto (Chris Hemsworth aparece de martelo e tudo).


A Estrutura do filme é bem semenlhante ao original. Alias, é possivel ver várias referencias ao mesmo, mas isso não é matelado pelo filme a casa 5 minutos, o que deixa ele mais livre de qualquer homenagem forçada. Ed Helms fica atrás em comparação a Chevy Chase, mas confere a Rusty o mesmo carisma de Stu em Se Beber Não Case. Ressalto que os demais atores tambem se saem bem.

Esse filme vale o ingresso ou simplesmente a sua atenção para um dia chuvoso. Longe de ser algo inovador como Se Beber Não Case, mas muito mais criativo que as inumeras paródias que são lançadas. E quer coisa melhor do que conseguirem ressucitar Kiss from a Rose do Seal?



Acompanhe Nossas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Orkut (NOT), Filmow. Ah, e deixe seu comentário!