CRÍTICA | Carga Explosiva - O Legado



Depois de 7 LONGOS ANOS, FINALMENTE um novo Carga Explosiva!...

E...não...não...não...


Sem Jason Statham a franquia Transporter teria de encontrar um novo ator que desse a mesma força ao protagonista Frank Martin. Isso não acontece. Ed Skrein não consegue ter o carisma de Statham e torna Frank um personagem que só ter força pelo nome, e o legado deixado pelo ator anterior.


O Reboot de tornar o personagem mais jovem força amizade, principalmente pelos exageros de roteiro. A Cada momento temos uma reviravolta sem importância nenhuma, resoluções idiotas e que nos chamam de burros. Dado momento do filme vemos um vários flashbacks de uma cena que tínhamos acabado de ver. E não, eu duvido que o pessoal tenha tido essa idéia pra ajudar o pessoal com Amnésia.

É claro que a franquia é repleta de exageros. Carros se chocando com trens, manobras que tiram ganchos de baixo do carro e Jet skis nos asfalto são cenas absurdas, mas divertem justamente por esse absurdo. Nesse filme não temos nada! Alias, não temos nenhuma cena de ação que faça jus a série. Alias, o diretor Camille Delamarre admite isso quando exagera em câmeras em movimento sem sentido. Creografias de luta passam vergonha perto dos filmes anteriores. E as tentativas de "absurdo" podem ser comparadas a aquelas crianças que tentam fazer o que os adultos fazem. Não a nada a ser dito a não ser: "Ooowwnntt que bonitinho...ta tentando..."


Os personagens, alem do já citado Frank, são muito trapalhões. Ray Stevenson, que já interpretou Justiceiro em Zona de Guerra, interpreta o pai de Frank, e parece não levar NADA a sério. Tanto que se torna o personagem mais aceitável do filme. Os vilões nem ameaça fazer, tanto que são os mais ameçados durante a história. O Clímax? É sofrível. Em minha frase, durante o final, pensei: "Volta Statham". Mas depois pensei melhor, e vejo que o cara deve é final longe disso pra não se queimar.

Lembro-me de quando vi Velozes e Furiosos 7 e achei um dos mais fracos da franquia. Olhando para ele agora, vejo que me diverti muito mais do que com o Baby Frank. Vejam quando passar na Globo. Eu irei reve-lo quando isso acontec...Putz, não vejo mais TV...deixa pra lá...


OK, Agora revejam os trailers dos filmes anteriores para relembrar os Tempos de Ouro!






Acompanhe Nossas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Orkut (NOT), Filmow. Ah, e deixe seu comentário!