O Próximo Filme da Pixar: O Bom Dinossauro



5 meses após o tal magistral retornar às estórias criativas e cativantes com Divertida Mente (que vinha de Carros 3, Valente e Universidade Monstro; desses 3, único que não era uma sequência, Valente, acabou por ser medíocre), a Pixar lançará The Good Dinosaur, uma produção meio conturbada...

Isso porque a mente por trás do projeto, Bob Peterson, roteirista de Procurando Nemo e Up (o qual também co-dirigiu com Pete Docter, simplesmente o cara que fez também Divertida Mente e Monstros S.A.), não estava mais envolvido no projeto por problemas relacionados ao 3º ato do filme. 
O filme que até então iria estrear em 30 de maio de 2014, foi adiado para 25 de novembro de 2015, justamente de lançamento pretendida a Procurando Dory que consequentemente foi parar para 17 de julho de 2016.

Anunciado desde 2011 e em diante e evidentemente nas D23 é que foram revelados mais detalhes sobre a produção; o conceito de que, e se o tal meteoro da paixão que dizimou os dinossauros tivesse apenas "passado de raspão" na Terra, foi mantido mesmo após a saída de Peterson.

John Lasseter falou um pouco sobre o enredo em 2012, que, não teria necessariamente dinossauros antropomorfizados vestidos de roupas e coisas assim (não seria uma Familia Dinossauro); dinossauros (mais especificamente herbivoros) que viviam em uma sociedade agrária recheada de estereótipos humanos. Entre um desses dinossauros, há um que não se encaixa direito nessa sociedade, e no decorrer do filme, forma um vínculo com outro personagem considerado uma pária em sua sociedade.
Uma realização do sonho de Peterson de escrever sobre dinossauros, após, quando criança, ter ficado impressionado com animatrônicos de dinossauros na Feira Mundial de Nova York de '64-65 (até porque é difícil não adorar dinossauros!)

Nomes como Neil Patrick Harris e Bill Hader, entre outros, que estavam no elenco do filme, a partir de 2014 (com excessão de Francis McDormand) já não estavam mais envolvidos no projeto. 


Mas Peterson e John Walker, diretor e produtor do filme respectivamente, já haviam sido removidos do projeto em 2013. Denise Ream ficou como produtora e Peter Sohn como diretor (até o presente momento, ele só fez o Parcialmente Nublado, o costumeiro curta da vez que venho acompanhado com Up, e olhem a foto desse rapaz, e me digam se ele não se parece com o Russel, o escoteiro gordinho do filme).

Sem contar que 2013 foi o ano que a Pixar Canadá foi fechada, deixando "soltos por ai" cerca de 100 funcionários, para assim reorientar os esforços da Pixar em sua sede principal em Emeryville, Califórnia.

Em julho of this year, foi lançado o trailer oficial do filme (sincera e honestamente deveriam lançar um contendo Mountain Sound):


Após algumas mudanças na estória, omitir alguns personagens e tal, com elenco, produção e data redefinidos, o filme então será sobre Arlo (voz de Lucas Neff), um apatossauro que cria um vínculo com Spot, um garoto das carvenas sem uma tribo.

No elenco também estão Frances McDormand, Jeffrey Wright, Sam Elliott, Anna Paquin e Steve Zahn.

Se fosse por apenas julgamento do trailer (que é muito bom por sinal), e não soubesse que tinha um elenco de dublagem, juraria que seria um filme mudo, ao estilo do recente Shaun, o Carneiro (se não assistiu ASSISTA! É mais uma das obras-primas da Aardman, mesmo estúdio que fez Wallace & Gromit e A Fuga das Galinhas).

O filme estreia 25 de Novembro (mesmo ano do Divertida Mente, algo meio que inédito pra Pixar, levando em consideração que ela lança um filme em um intervalo de 1 ou 2 anos -Toy Story e Vida de Inseto foi o único com diferença de 3 anos-). No Brasil, só em Janeiro do ano que vem. :/

Acompanhe Nossas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Orkut (NOT), Filmow. Ah, e deixe seu comentário!

Alguém