A Saga do NÃO Leitor #04: Lanterna Verde - Crepúsculo Esmeralda

Introdução: Rafa sempre foi um menino gente boa. Mas nunca foi leitor de quadrinhos. Eis que isso mudará! Leia está Saga chamada "A Saga do NÃO leitor de Quadrinhos" e conheça as descobertas do menino se aventurando e descobrindo um novo mundo.



"Basta um dia ruim para reduzir o mais são dos homens a um lunático"

Essa frase foi dita pelo Coringa em A Piada Mortal. Apesar de não falar de Batman nessa edição, falarei sobre outro personagem do universo DC já abordado aqui: Lanterna Verde. E Justamente essa frase é perfeita para definir todo o arco de nome Crepúsculo Esmeralda.

Se na Primeira edição da SDNL eu falei sobre Origens Secretas, com o inicio de Hal como Lanterna, aqui chegamos ao aposto de tudo isso: A Decadencia! Muito Polemica entre os fãs, esse arco leva o personagem a loucura extrema.



Depois que Coast City é destruida, Hal pede ajuda aos Guardiões dos Lanternas Verdes para utilizar a energia da Bateria Central de OA e reconstruir a cidade. Os Guardiões se recusam pois segundo eles, Jordan estaria utilizando o poder para beneficio próprio. Contrariado, ele decide invadir OA e roubar a energia.

Tornar o Maior dos Lanternas Verdes em um vilão é uma idéia arriscada. Muitos fãs acharam uma afronta, e de certo modo entendo eles. Hal se torna um assasino sanguinário e perturbador. A primeira parte onde ele recria a cidade por alguns minutos, e conversa com projeções de pessoas que conhecia, mostra o quanto ele enloqueceu, quase a beira de uma esquizofrenia.



Sem contar que ele assassina muitos Lanternas da Tropa a sangue frio, que mesmo que tenha sido revelado tempos depois que ele estava sob influencia do Sinestro, até então ele havia enlouquecido por conta própria. A Destruição da cidade pode até ser um bom motivo, mas o cara não precisava virar o Hannibal Lecter do espaço.

Por outro lado, aprecio a coragem e o desenvolvimento da história. A parte da reconstrução de Coast City é incomoda para quem se importa com o personagem, mas é fundamental. E a Violencia não é economizada.



No final Hal se torna uma nova encarnação de Parallax e durante um tempo foi um grande vilão do universo DC. Desrespeito com o personagem? De certo modo. Mas a coragem de leva-lo a loucura em uma história agressiva deve ser respeitada. sem contar que, para o bem ou para o mal, esse arco ficou para história da Tropa dos Lanterna Verdes.

Melhor chutar o balde assim


Do que Assim.



Acompanhe Nossas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Orkut (NOT), Filmow. Ah, e deixe seu comentário!