Flash: Aquele filme que Passava no SBT (Review BOX Super Heróis do Cinema)

PARA MELHOR ENTENDIMENTO DESSE ARTIGO, ASSISTA O VÍDEO NO LINK AQUI


Alguns Spoilers

Rever um filme da sua infancia mais de 10 anos depois é algo perigoso. Não entrarei no mérito de "Regra dos 15 anos" ou coisas do tipo, mas de memória afetiva arruinada mesmo. Eis que quando comprei o Box Super Heróis do Cinema (link), tinha conhecimento de que estava entrando em um terreno perigoso. Dos três filmes, dois nunca havia visto, e o outro assistia no SBT quando pequeno. Em vez de enrolar, resolvi meter a cara de uma vez (ai que gostoso) e assistir justamente o filme que era quase um "fantasma" da minha infancia, e pelo que me lembro, curtia muito: FLASH! (AHAAAA...não, não é esse, mas enfim).



Curiosamente o filme não foi feito para o cinema (apesar do Box dizer que sim). Ele foi o episódio piloto de uma série do herói que durou 1 temporada de 21 episódios. Alem disso a série teve a participação de Mark Hamill, o Luke Skywalker, interpretando o vilão Trapaceiro. O Piloto não chega a ter o ator, mas ainda sim surpreende:

Diferente de adaptações clichês, o filme segue a linha de (guardadas as devidas proporções) Batman Begins. Meio exagerado? Acredito que não. Acontece que o piloto se foca mais em dar origem para o personagem, do que coloca-lo para enfrentar um Super Vilão logo de Cara. Barry Allen (interpretado por John Wesley Shipp) se torna o Flash por motivos bem justos no contexto da história. O Personagem ganha os poderes, se vê em uma situação estranha e logo depois ganha a motivação: A Morte do Irmão pelas mãos do lider de uma gangue de motoqueiros que aterroriza Central City. 

Isso o faz se tornar um herói pelo acaso (até a criação do simbolo do personagem é justificado de modo simples, mas eficaz). Elementos sutis de humor são colocados durante o filme, como a enorme fome que Barry sente depois de usar os poderes (decorrida pelo gasto de energia), os policiais zombando das "botas vermelhas" que o cientista usa. enfim.

É claro que você não deve ir esperando uma história sem nenhum tipo de erro. Ainda devemos usar a suspensão de descrença para relevar alguns erros, mas para os que estão acostumados a assistir séries como Gothan (que considero uma extrema forçação de barra), é fichinha. Alias, esse episódio piloto é muito melhor do que muitas adaptações de quadrinhos que valem milhões, e são horriveis. Me lembrou o começo de Smallville, quando a série era boa...

Acompanhe Nossas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Orkut (NOT), Filmow. Ah, e deixe seu comentário!