Marvel- Demolidor- Review Completo (Ep por Ep)- Parte 2




Estamos de volta! Vocês já me conhecem, eu também conheço vocês então sem cerimonia, parte dois, aqui estamos.


S01EP03- RABBIT IN A SNOW STORM



Primeiro caso! Neste episodio temos enfoque nas habilidades criminalisticas de Foggy e Matt, postos a prova quando Wesley, empregado do meu amado Fisk, contrata ambos para defender um homem acusado de assassinato. Delito que é mostrado logo no começo do capitulo em uma sequencia muito brutal de luta, cheia de sangue e ossos quebrados; chega a ser engraçado o quando a série, apesar de conter certas piadinhas, destoa do Tom geral do MCU e demonstra que, sim, as series que vem por ai vão ter sangue, e não vai ser pouco. 

Agora claramente temos dois núcleos na série, um se passa entre Matt, Claire e os Russos, obviamente com participações pontuais de Foggy e Karen; o outro é entre a própria Karen e o nosso novo personagem, Ben Urich. Metido com a máfia e com uma esposa doente, ele é conhecido como um jornalista polemico, famoso por artigos geralmente revelando escândalos criminais, mais um bastião de justiça nesta cidade podre e escura. No caso a Srta Page vai até ele após receber uma proposta monetária vinda da mesma firma à qual ela ajudara a revelar o escândalo ( e que tentou mata-la); 

O Episodio caminha para o encerramento do julgamento do suposto assassino e, apesar de Foggy ainda não convencer nem um pouco no tribunal (sim, era acomodação sensorial), o discurso de Murdock é extremamente bem construído, um bom timing, realmente passando a sensação de um verdadeiro advogado. Ponto pra Charlie Cox, convence tanto como Matt, tanto como Demolidor. 
Ao final temos uma luta que acaba com a primeira citação ao grande (literalmente) Wilson Fisk, A.K.A Rei do Crime, e também com algo que não vale o spoiler, é bem legal. 

Por fim temos a primeira aparição do Rei, este interpretado por  Vincent D'onofrio (nosso eterno Private Pyle), que de inicio mostra-se um tanto quanto contido, falando baixo e de forma gutural. Assim encerra-se o capitulo 3. 

S01EP04- IN THE BLOOD



 Com a introdução de Fisk a serie ganha mais um  personagem a desenvolver, assim como a trama geral, que agora tem uma de suas forças motrizes (não sei se pode ter mais de uma) a mão. O passado dos russos foi brevemente citado no começo do capitulo, mostrando que nem sempre foi fácil pra eles, e que pra sair de tal situação eles não mediram e não medirão esforços. Também temos o surgimento de um mini romance entre o Demolidor e a Claire, que aparentemente serão o casal da serie, deixando a srta Page para outras tramas.

Karen, em conjunto com Urich, tenta ainda desmascarar a empresa que anteriormente tentou mata-la, servindo de informante para o jornalista enquanto o mesmo publica as informações, já que agora a mesma não poderá por conta de um contrato de não-divulgação com a mesma. Em seu trajeto eles encontram o Rei, que neste episodio revela um pouco mais de sua personalidade a uma mulher que o mesmo conhece comprando arte. A principio ele não me convenceu muito, me soou meio bebe chorão, um tanto quanto menino zangief, mas da pra entender que seus interesses são equivalente aos de Matt, entretanto usando métodos diferentes.

Basicamente o episodio gira entre Claire sendo sequestradas pelos russos enquanto Murdock se culpa por seu sequestro e surra a vida para fora dos Russos. O chefe desses comete o erro de ir diretamente a Wilson Fisk pra pedir ajuda e tirar satisfações. Imaginem a surra. Achei legal ver já esse lado brutal do Rei mas mesmo assim, ainda vai ter que convencer mais, apesar desse bom fim de episódio.

Enfim, é isso, é bom que tenham gostado e esperem para as próximas partes, não devem demorar para sair. 


Acompanhe Nossas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Orkut (NOT), Filmow. Ah, e deixe seu comentário!