Os Mercenários 3


Infelizmente Mercenários 3 sofre de um problema no seu segundo ato que destroi todo o ritmo do filme. Ele começa bem, mostrando o retorno de Wesley Snipes, que foi de grande ajuda para o filme. Mas quando somos apresentados a nova equipe de Mercenários, o filme perde totalmente o ritmo, que é o pior problema para um filme de ação.

Nesse terceiro filme o grupo de Mercenários liderados por Stallas é convocado para deter alguns caboclos. Durante a missão, Sly descobre que o homem por trás de toda a operação é Stonebanks (Mel Gibson), seu ex-parceiro e que o ajudou a montar o grupo de Mercenários. A Partir disso ele resolve contratar um novo time mais jovem.


Ele é melhor que o segundo filme, que apesar de ter muitos fãs (pois é melhor no quesito "união de brucutos" do que o primeiro), é um filme muito mal dirigido. Esse terceiro tem cenas de ação melhores (apesar de ser PG-13), mesmo que elas estejam apenas presentes no final (o segundo ato é tão prejudicial que nem uma cena de ação descente ele tem).

Mel Gibson, Snipes e principalmente Antonio Bandeiras são um grande complemento para o filme. Snipes, longe de ser exagerado, nos proporciona momentos interessantes que nos fazem lembrar de sua época de ouro no cinema de ação. Bandeiras rouba o filme como Galgo. Já Gibson é o melhor vilão de toda a franquia. O Problema é que não souberam aproveita-lo.


"E os novos mercenários?" Esses não tem o menor carisma. E mesmo que não se espere profundidade em um filme desses, no minimo você espera gostar dos personagens, o que não acontece aqui. Até o Irmão do Thor (porque não sei o nome do rapaz) que está no segundo filme como Billy The Kid é mais carismatico.

De qualquer maneira é ótimo ver esses personagens novamente. Que venha Mercenários 4 com Pierce Brosnan (meu James Bond favorito) e Kurt Russel. E se possivel outros brucutus da velha guarda. É uma pena esse terceiro não ter uns 40 minutos a menos...



PS. Só pra não falar que eu achei todos os mercenários novos ruins
Ai Ronda Rousey...