Rock is Not Dead 02# - Kvelertak




O Rock is not Dead é uma coluna que como o nome já diz tem como objetivo mostra que o rock não morreu, e que ainda existe uma infinidade de boas bandas de rock por todo o globo. E nessa segunda edição a banda escolhida é o Kvelertak!



O Kvelertak é um sexteto formado na Noruega em 2007, e traz uma proposta bem diferente e simples, misturar o ritmo distorcido do Hard Rock com a sujeira do Black Metal, e ainda um pouco daquela forma bem crua do Punk.


Em 2010 a banda lançou seu primeiro disco que levava o mesmo nome da banda, e já com seu primeiro disco a banda conseguiu um grande destaque dentro da Noruega ganhando um disco de ouro. Nesse primeiro disco a banda investe em um som mais cru sem grandes experimentações, com faixas curtas, mas que cativam logo de primeira.


Devido ao grande destaque do primeiro disco a banda assina com a grande gravadora especializada em Rock a RoadRunner, e em 2013 o segundo disco é lançado “Meir” que já mostra um grande amadurecimento da banda,  com faixas bem maiores e trazendo de forma sutil novos elementos para o som da banda.  E o sucesso não ficou no primeiro disco, esse segundo conseguiu alcançar acredite ou não a primeira posição das paradas da Noruega além de ficar no TOP 20 da Suécia e Finlândia, além de ter sido aclamado pela critica.    


Assim como o The Dillinger Escape Plan banda que foi tema da edição anterior, o Kvelertak também se destaca em suas apresentações ao vivo, com uma grande energia no palco que cativa todo publico, a banda traz tanta energia ao vivo que já chegaram a sair de dentro de uma casa de shows e ir para o meio da rua. Quem ficou curioso o vídeo esta a cima.


Concluindo o Kvelertak é uma grande revelação do Rock dos últimos anos, os caras trazem um som muito moderno, mas ao mesmo tempo com uma cara e um estilo sujo que remete muito a década de 80, e a banda tende a cada vez mais surpreender o publico com sua ótima sonoridade.