Retrospectiva Marvel Studios


Aproveitando que a Marvel está em cartaz nos cinemas como Guardiões da Galaxia, o Banco de Cérebros trás para vocês uma retrospectiva dos filmes da produtora.

Ferroman 1 (Homem de Ferro, 2008)


No ano em que Nolan nos agraciou com The Dark Knight, a melhor adaptação de quadrinhos já feita, Robert Downey Jr nos mostrou que seu carisma iria tornar Homem de ferro, um personagem pouco conhecido da Marvel,um dos mais carismáticos personagens do universo que estava por vir. Agrande Adaptação do personagem.


O Incrivel Hulk (2008)


Edward Norton, grande fã da série, trouxe todos os questionamentos e dramas de Bruce Banner, unindo-os com a ação e diversão que a Marvel Studios estava proposta em fazer. Depois da saída dele e a inclusão de Mark Ruffalo em Vingadores, esse filme acaba se tornando um ponto fora da curva (apesar dos fatos serem considerados), mas não deve ser ignorado.


Ferroman 2 (Homem de Ferro 2, 2010)


Festa! Um filme que tras ainda mais personagens e ainda mais de Robert Downey Jr! Esse é seu mérito, mas tambem seu problema. O Filme se prende muito no talento e carisma do ator, e se esquece do que estava em volta (como o vilão por exemplo). Apesar disso, foi justamente nesse filme que a Marvel Studios começou a se firmar em seu universo (com Nick Fury, Viuva Negra, etc).


Thor (2011) 


Não poderíamos ser inocentes a ponto de achar que um brutamontes viking iria ser carismático. Até poderia ser, mas isso atrairia nossas namoradas para ver o filme? Dificilmente! É por isso que Thor deixou um pouco de lado seu visual original, e se tornou um gala que esta motivado a proteger o mundo e sua amada Jane. Muitos dizem horrores sobre esse filme, mas se até o Homem de Ferro se tornou um fanfarrão piadista, por que não transformar Thor no herói da mulherada? E não só isso, fazer um filme extremamente respeitoso ao universo do herói e nos presentear com um vilão que rouba a cena: Loki. Talvez seja errado o vilão ser mais carismático que o herói, mas não é primeira vez que isso acontece (Batman TDK).


Capitão América - O Primeiro Vingador (2011) 


E o fanfarrão Tocha Humana se transformou no líder dos Vingadores! É claro que estou falando de Chris Evans, que surpreendeu como o Capitão América. Não pela atuação, mas por mudar, nem que seja um pouco, o estilo visto em seus filmes anteriores. Tudo isso em um filme muito bem pensado e também respeitoso.


Os Vingadores (2012) 


O Filme já tem o Mérito de ser a primeira reunião de Super Heróis do cinema. Foi uma revolução nas adaptações em quadrinhos. Usando um roteiro simples e direto ao ponto, o filme aproveitou-se da simplicidade para dar destaque a todos os personagens do grupo (até aquele cara que usa arco e flecha). E humor é o que não falta! Afinal, só por que Nolan trouxe Batman para um universo mais realista, não é preciso esquecer a boa e velha diversão de um filme de Super Heróis, que nos torna crianças novamente.


Ferroman 3 (Homem de Ferro 3) 


Infelizmente um inicio bem fraco para a Segunda Fase do universo Marvel. Com a direção de Shane Black, a trilogia Homem de Ferro chega a seu ultimo filme e não agrada. Não que o filme seja completa perda de tempo, mas soou estranho. Nada de reclamar do Mandarim, afinal, foi uma aposta que não foi bem interpretada pela maioria, e não um tiro no pé. Mas acontece que o filme peca em muitas outras decisões. Foi de certo modo inovador pensar em fazer um filme mais focado em Tony Stark e não no Homem de Ferro, mas não fazer nenhuma cena de ação com o personagem dentro da Armadura? Ele pode até ser o Homem de Ferro, mas Clark Kent não carrega um filme do Superman sozinho.


Thor  - O Mundo Sombrio (2013)


Apostando no Humor já estabelecido em Vingadores e com o mesmo tom leve do primeiro filme, Thor 2 não decepciona como o terceiro filme do ferroso. Tem seus erros aqui e ali, mas ainda sim convence. Mas faltava algo a mais. Algo que mostrasse que a Marvel Studios não ia ficar presa em apenas 1 estilo de filme.


Capitão América - O Soldado Invernal (2014)


E o diferencial que faltava está presente em Capitão América 2. De tom mais sério, e que lembra muito Thrillers políticos, dessa vez Steve Rogers deve aprender a sobreviver no mundo novo. Direção competente dos Irmãos russo, e uma pitada justa de drama. E nem me deixem falar sobre a trilha sonora do filme! Alem disso, ao final é possivel saber que mudanças drasticas irão ocorrer no universo.


E agora está rolando nos cinemas Guardiões da Galaxia, que trás uma trilha sonora toda Tarantinesca e referencias a cultura pop. Mas uma produção com o selinho Marvel Studios de Qualidade!


Qual é seu filme farovito? Algo a protestar? Deixe sua opinião!