Cine Trash: MegaShark vs Crocosaurus.



Fala galera, belezinha? Começa agora o mais novo quadro do Bedece, que é o Cine Trash! Que pelo nome já dá para imaginar que são os filmes lixo dos lixos. E para começar tal quadro irei falar sobre um filme que, ao mesmo que é ruim, consegue ser muito bom (como todos os Trash's). Estou falando de MegaShark vs Crocossauro! Já estou até vendo seu sorriso de canto de boca falando que eu sou louco de ver tal atrocidade, mas poxa, SyFy é vida. Vamos?

O enrendo do filme é completamente estranho: Garimpeiros estão em um túnel e lá encontram uma escama de crocodilo com mais de 400 metros, que eles pensam ser ouro. Até aí tudo bem O.o. O Louco mesmo é o CGI usado no crocodilo ao sair da caverna, que é completamente tosco. Aliás, TODO o CGI usado no filme é horrivel e o que deixa mais a desejar além do CGI são as histórias cruzadas, ou que pelo menos eles tentam cruzar. A primeira é no pacífico onde um grupo de marinheiros descobre a chegada de um tubarão gigante, no filme batizado de Megalodont. E na Republica do Congo, um caçador é chamado para "trabalhar" em uma área perto do túnel  e do nada ambas as histórias são cruzadas por uma mulher. Ou seja, até nos filmes mais absurdos tudo gira em torno das lindas mulheres de Hollywood, ou quase...

Mas e o motivo para tal embate? Você deve tá se perguntando que é algo de outra galáxia para dois animais distintos se encontrarem. Não, não foi. A marinha acaba colocando sonares na água, sendo que a vibração feita por eles deixou Megashark louco e então ele vai ao Sul do Pacífico e come os ovos do Crocosaurus.


O pior nem é o roteiro com falta de continuidade e sim as tentativas inúteis de piadas (que são as mesmas em cenários diferentes). E outra, no início do filme no momento em que o próprio MegaShark ataca o navio no pacífico, é um loop infinito da mesma cena que tambem se repete no final do filme onde o MegaShark persegue o Crocosaurus (você percebe isso quando eles passam pelo mesmo local e você fala "- Já vi esse local antes.").

Existem apenas três personagens na história do filme: o Dr.McCormick, cara que cria os sonares (troféu joínha para tal feito). O caçador falastrão, que dizia aos moradores do Congo que existia monstros que só ele poderia matar e a mulher, Hutchison, que liga as histórias em uma só, que tambem contrata Nigel para caçar o Crocosaurus e McCormick para destruir o MegaShark.

Seria Megashark comendo um pastel?

Sobre as cenas de luta é perceptivel que a SyFy não tinha verba o suficiente para criar uma cena digna de dois brutamontes colossais lutando, tanto que a maioria das cenas de luta, ou se não todas, são em baixo d'água, mostrando apenas a silhueta dos dois. Ah, e os loop's se repetem nas cenas de luta tambem. As explosões parecem terem sido feitas no Sony Vegas.

Só que depois dessa tal cena os créditos sobem e você nem percebe que 1h 15 minutos da sua vida se foram. Mas eu não tiro o mérito deles, pois o estilo de um filme trash é assim, e como esse quadro é basicamente só para trash's os filmes da SyFy serão sempre citados aqui. Você tem alguma indicação? Você já viu esse filme e quer opinar? Só comentar! Se tiver alguma indicação, deixe nos comentários. Compartilhe o post em suas redes sociais, ajuda bastante o site. E nós temos o Twitter e Facebook. Isso é tudo pessoal!