A série de Apocalipse Zumbi made in Brazil


Ontem por recomendação, finalmente vi a web-série brasileira Nerd of the Dead, distribuída pelo Omelete e patrocinado pela Ubisoft, além da contribuição de outras produtoras independentes. Mas afinal, essa série é boa (Caramba, tanta a pergunta quanto esse post estão tão atrasados, então tu já deve ter visto a série; OU, tu deve achar esse nosso incrível site bem foda pra aceitar nossa recomendação de algo que tu nem deu vontade de ler ou ver)?

"A história é sobre dois jovens nerds, Kaiser (Rodrigo Gasparini) e Bocarelli (Pedro Carvalho), que há muito tempo se preparam para um apocalipse zumbi. Quando eles descobrem que o apocalipse de fato está acontecendo, o sonho deles tem se tornado realidade, e os dois partem para a aventura de suas vidas."

Logo de primeira, dá pra perceber que o estilo da web-série é idêntico ao de Todo Mundo Quase Morto (sabe, Shaun of the Dead, aquele filme massa do Wright), tanto na direção e corte de cena, quanto nos 2 protagonistas. Mas isso não torna a série ruim, na verdade ela é bastante legal.
O título até parece forçado mesmo, e as referências a cultura pop são bastante visíveis no apartamento do personagem Kaiser, mais do que nas falas dos personagens (o que em minha visão é algo bom, assim não fica tão forçado).

Com certeza, o diferencial dessa série para outros filmes e séries do mesmo estilo (sabe, nerds, comédia, Zumbilândia (Esse filme é , Bite Me (não assisti, mas muita gente compara)), é personagem do dublador Guilherme Lopes, Serrote, que posta vídeos no YouTube de como se preparar para um Apocalipse Zumbi, armas, e tal. É o personagem que realmente rouba a cena quando aparece. Já Kaiser e Bocarelli são nerds distintos; enquanto um trabalha e leva essa de matar zumbis algo série, o outro rapaz, que gosta de games e animes, e leva isso a brincadeira.

O episódio piloto é ótimo, a proposta da série está logo visível nele. Já o 2º episódio ele tentaram colocar um pouco mais drama pelo fato de terem que matar seu amigo recém-zumbificado (como eu passei nas provas de português?) (essa palavra existe), Boris (Chris Tex, diretor da série), o que acho que se tornou fez o episódio tedioso e um pouco chato. Já o episódio 3, é bem exagerado, me lembrou do filme de Scott Pilgrim (outro filme excelente de... Edgar Wright!).
A série é legal de assistir, nada tão inovador, mas pela maquiagem, direção, e a vontade de fazer essa web-série, vale a pena se divertir com os 4 episódios, ou 3 na verdade, pois o 4 ainda vai ser postado. E por falar nesse 4º episódio, promete mesmo ser muito bom, além de ter a participação de Danilo Gentili e do Marcelo Hessel nesse episódio.

"Façam o favor de matar o Hessel... mas matem bem matado, matem com gosto, matem ele com vontade, deixem ele começar pessoa, ser atacado e morto por zumbis, ai voltar zumbi e depois ser cortado por katana..." Cometário do "Mandarim", no Omelete.com.

Alguém