Eu e James Cameron temos algo em Comum: Achamos o 3D de Homem de Ferro 3 e Homem de Aço uma merda!

Como eu mesmo disse em minha critica a O Homem de Aço que o 3D é completamente descartável. E por isso, fico feliz de ver James Cameron, autor das 2 maiores bilheterias do cinema, Titanic (1997) e Avatar (2010), partilhando esse pensamento. Por mais que Avatar e Titanic não sejam umas maravilhas, ele é uma maquina de fazer dinheiro e um cara que nos mostrou oque é um 3D de verdade. Enfim, durante uma conferência no México, James Cameron falou sobre o uso do 3D atualmente, e disse que ele está sendo muito mal utilizado.
“Não acho que o 3D está sendo usado apropriadamente. Ficou uma coisa automática. Por exemplo, Homem de Ferro 3, O Homem de Aço e todos esses blockbusters não deveriam ser necessariamente em 3D. Se você gasta US$ 150 milhões em efeitos visuais, o filme já será espetacular, perfeito”
“Uma coisa é filmar em 3D e outra é converter para o 3D. Depois que Avatar mudou tudo, tanto filmes bons quanto ruins precisam ser em 3D. O problema que eu vejo nisso é que ao invés de ser uma escolha dos realizadores se tornou uma questão dos estúdios, que querem fazer dinheiro empurrando 3D para diretores que não gostam ou não ficam confortáveis com o formato”. 
Não preciso nem dizer que o cabra está certo, não é? Me senti mal depois de ter gastado meu money vendo O Homem de Aço em 3D. Ta certo que eu não tinha outra opção, pois a pré-estréia só tinha esse formato, mas ainda sim foi desconfortante. São raros os casos em que o 3D é bem utilizado e quase todo filme que vemos hoje em dia, só tem sua conversão em 3D para fazer mais dinheiro.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Lembrem-se: Depois da 5, joguem os cérebros pelos buraco da porta! E tambem, nos Curtam no Facebook e nos Sigam no Twitter!